Notícias

O Chile é o mais novo membro da rede de Pactos do Plástico

Hoje a rede de Pactos do Plástico recebe seu primeiro Pacto do Plástico na América Latina: El Pacto Chileno de los Plásticos. O Ministério do Meio Ambiente e a organização sem fins lucrativos Fundación Chile anunciaram o Pacto do Plástico Chileno. Essa iniciativa nacional reunirá empresas, governos e ONGs para trabalharem em direção a uma economia circular do plástico, em que os plásticos nunca se tornem resíduos.

Dando sequência ao lançamento do French National Pact on Plastics Packaging (pacto nacional francês das embalagens plásticas) em fevereiro, e do The UK Plastic Pact (pacto do plástico do Reino Unido) há menos de um ano, o Pacto do Plástico Chileno é a terceira iniciativa nacional a se juntar à rede de Pactos do Plástico da Fundação.

Por reunir iniciativas nacionais e regionais de diferentes partes do mundo, a rede de Pactos do Plástico fornece uma plataforma única de colaboração e troca de conhecimentos para implementar soluções rumo a uma economia circular do plástico.

O Pacto do Plástico Chileno

O Pacto do Plástico Chileno estreia com Amcor, Nestlé, The Coca-Cola Company, Soprole, Mall Plaza e Resite, além de organizações públicas como o Ministério do Meio Ambiente, o Ministério da Economia, a Corporação de Fomento à Produção (CORFO) e a Agência de Mudanças Climáticas, a Associação de Municípios pela Sustentabilidade Ambiental (AMUSA), a Organização de Responsabilidade Estendida do Produtor (SIG) e a organização sem fins lucrativos Plastic Oceans.

Alinhado a outras iniciativas nacionais da rede de Pactos do Plástico, o Pacto do Plástico Chileno trabalhará em direção a um conjunto de metas ambiciosas e com compromisso temporal, nas seguintes áreas:

  • Eliminar embalagens plásticas de uso único desnecessárias e problemáticas através de redesenho e inovação
  • Garantir que todas as embalagens plásticas sejam reutilizáveis, recicláveis ou compostáveis
  • Ampliar o reuso, a coleta e a reciclagem de embalagens plásticas
  • Aumentar o conteúdo reciclado em embalagens plásticas

As metas específicas serão anunciadas em junho e o progresso será documentado anualmente. A iniciativa tem como objetivo mobilizar um número crescente de participantes no país após o lançamento oficial em junho deste ano.

Sander Defruyt, Líder da iniciativa Nova Economia do Plástico, disse:

"O governo do Chile assumiu uma posição de liderança em outubro passado, estando entre os primeiros governos a assinarem o Compromisso Global por uma Nova Economia do Plástico. Agora estamos ansiosos para trabalhar com o governo e a indústria no Chile para conduzir mudanças efetivas rumo a uma economia circular do plástico. A Ellen MacArthur Foundation recebe com entusiasmo o lançamento do Pacto do Plástico Chileno e a futura colaboração em sua rede global de Pactos do Plástico. "

Luísa Santiago, Líder da Ellen MacArthur Foundation Brasil, disse:

“A poluição por plásticos é o resultado de um sistema falho que segue a lógica de extrair, transformar e descartar. Precisamos mudar o sistema e para isso é necessário que empresas, governos, organizações e cidadãos ao redor do mundo trabalhem juntos.

É com prazer, portanto, que recebemos em nossa rede global de Pactos do Plástico o Pacto do Plástico Chileno, que irá liderar os esforços em direção a uma economia circular do plástico na América Latina. Ao empoderar novos níveis de colaboração e inovação, nós podemos repensar a nossa forma de produzir, usar e reutilizar os plásticos, não apenas endereçando questões ambientais urgentes mas também capturando oportunidades econômicas enormes.”

A iniciativa Cidades e Economia Circular dos Alimentos está com inscrições abertas para seu programa de Cidades Emblemáticas

A iniciativa Cidades e Economia Circular dos Alimentos convida prefeituras e autoridades municipais a se tornarem a primeira Cidade Emblemática para uma economia circular dos alimentos. O programa de Cidades Emblemáticas pretende colaborar com até três cidades ao redor do mundo em uma jornada de três anos para desenvolver uma economia circular dos alimentos.

Flagship Cities Emf News Item

O programa demonstra como a visão descrita no relatório Cidades e Economia Circular dos Alimentos pode se tornar realidade em diferentes localidades. Trabalhando com autoridades municipais e organizações públicas e privadas, a ambição é transformar os setores de alimentos e resíduos orgânicos nas cidades em referências globais. Prefeituras, empresas de alimentos locais e globais e gestores de resíduos serão reunidos para trabalhar juntos de forma inédita e conduzir mudanças de verdadeiramente sistêmicas.

Através de seus projetos demonstrativos, as Cidades Emblemáticas irão inspirar cidades ao redor do mundo a embarcarem na jornada para um sistema global de alimentos regenerativo, criando sistemas alimentares urbanos mais saudáveis e inclusivos.

Nós encorajamos as prefeituras e autoridades municipais interessadas em se tornar uma Cidade Emblemática a consultarem a Inscrição para o Programa de Cidades Emblemáticas e seus termos e condições* para saber mais sobre o programa. Candidaturas completas devem ser submetidas até quarta-feira, dia 1o de maio de 2019.

*Versões traduzidas dos documentos estão disponíveis para download abaixo, a fim de facilitar o entendimento. Entretanto, havendo qualquer divergência na interpretação da versão traduzida e a original em inglês, a versão original prevalecerá. A inscrição no programa e materiais de apoio devem ser enviados em inglês.

Title
Size