Cidades e empresas líderes unem forças em nova iniciativa de Alimentos da Ellen MacArthur Foundation

June 12, 2019

A iniciativa pioneira ajudará a criar uma economia circular dos alimentos.

Hoje no EAT Forum, em Estocolmo, a Ellen MacArthur Foundation anunciou que trabalhará ao longo de três anos com uma comunidade de cidades participantes, além de empresas como Danone, Mizkan, Nestlé, Novamont, Veolia e Yara, para desenvolver soluções de economia circular que enderecem os problemas do atual sistema alimentar. Em três Cidades Emblemáticas - Londres, Nova Iorque e São Paulo - a Fundação irá liderar importantes projetos relacionados ao sistema alimentar para demonstrar como a visão de uma economia circular dos alimentos pode ser alcançada em grande escala. Essa é a primeira vez que cidades e empresas se reúnem dessa forma. A iniciativa de três anos de duração é apoiada pela Parceira Filantrópica Calouste Gulbenkian Foundation.

A produção de alimentos é responsável por quase um quarto das emissões globais de gases de efeito estufa e a fertilização mal administrada intensifica a poluição atmosférica, contamina o solo e as fontes hídricas. Esses fatores e outros, também associados ao atual sistema alimentar, fazem com que os consumidores estejam expostos a riscos mesmo quando tentam fazer escolhas saudáveis.

Dr Clementine Schouteden, líder da iniciativa de Alimentos da Ellen MacArthur Foundation: “Ao unirem forças, as cidades, assim como empresas e pessoas dentro delas, podem transformar o sistema alimentar global. Nós poderíamos cultivar alimentos de formas que beneficiem os ecossistemas em vez de prejudicá-los. Os alimentos seriam adquiridos localmente, quando fizesse sentido, e nós os aproveitaríamos ao máximo, evitando o desperdício de alimentos próprios para consumo e usando coprodutos orgânicos para aprimorar a saúde do solo. Trata-se de uma oportunidade única para criar um sistema que ajude a enfrentar a crise climática, restaure a biodiversidade, melhore a saúde humana e reconecte as pessoas aos seus alimentos, além de criar novas oportunidades de negócio.”

Conforme descrito no relatório Cidades e Economia Circular dos Alimentos, os benefícios de transitar para uma economia circular dos alimentos incluem uma redução anual das emissões de gases de efeito estufa de 4.3 bilhões de toneladas de CO2, equivalente e a retirar um bilhão de carros de circulação permanentemente, e uma degradação de 15 milhões de hectares de terra arável evitada a cada ano. Outros possíveis benefícios incluem uma redução significativa da resistência antimicrobiana, poluição atmosférica, contaminação da água e doenças alimentares. As cidades podem destravar uma oportunidade USD 700 bilhões ao reduzir o desperdício de alimentos próprios para consumo e aproveitar coprodutos e resíduos orgânicos em ciclos.

Luísa Santiago, líder da Ellen MacArthur Foundation na América Latina: “A economia circular oferece uma visão clara para direcionar os esforços de cidades ao redor do mundo para construir um sistema alimentar regenerativo com amplos benefícios para a saúde das pessoas e dos ecossistemas e grandes oportunidades de negócio. Com sua rica biodiversidade e altas taxas de urbanização, as cidades latinoamericanas terão um papel fundamental nessa transformação global, seguindo a liderança da cidade de São Paulo e as demais Cidades Emblemáticas.”

Bruno Covas, Prefeito de São Paulo: “Estamos fortemente comprometidos com a garantia de alimentos de qualidade para todos os paulistanos e promoção de políticas de desenvolvimento sustentável. A cidade de São Paulo enxerga a economia circular como uma alternativa viável ao desperdício e à poluição do atual sistema alimentar. Estamos trabalhando em iniciativas para combater o desperdício de alimentos, fornecer alimentos saudáveis para populações vulneráveis e ampliar o acesso a canais de distribuição. Temos certeza de que através desta iniciativa de Alimentos, e cooperação com as outras Cidades Emblemáticas, poderemos contribuir significativamente para criar uma economia circular dos alimentos.”

Retornar a notícias >>

We have detected that you are using an older browser. Please update to the latest version of Google Chrome, Mozilla Firefox or Microsoft Edge to improve your user experience.

If you are unable to upgrade your browser, please see our Technical FAQ page to get tips on how to improve your user experience.